quinta-feira, 18 de maio de 2006

"ERC avalia manchete do Correio da Manhã..."

"A ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social anunciou ontem que vai avaliar a manchete da edição de 11 de Maio do Correio da Manhã (CM) sobre a presença de imigrantes nas prisões portuguesas. Nesse dia, o diário titulava "Imigrantes enchem prisões", acrescentando, ainda na primeira página, "14% dos presos são estrangeiros que cometeram crimes em Portugal". A entidade reguladora entende que a manchete pode ir contra dois deveres fundamentais inscritos no Estatuto do Jornalista: "respeito pela ética profissional, informando com rigor e isenção" e "não tratar discriminatoriamente as pessoas, designadamente em função da cor, raça, religião, nacionalidade ou sexo". Questionado pelo PÚBLICO, o director do CM, João Marcelino, afirmou desconhecer a intenção da ERC." (Público, 16/MAI/06)

Alguém quer comentar? Desde já digo que concordo com a intenção de "avaliar", Vamos aguardar o resultado.

PS - Eu sei que ainda tenho uma dívida sobre a matéria da ERC. Tenciono pagá-la muito em breve...

3 comentários:

Mais Notas Soltas disse...

Desde que a notícia não fale no Mário Sares, não deve haver problema...

Anónimo disse...

Em tempos de jornalistas e suas relações eis um site na net muito actual:

www.cafeportugal.net

Onde se pode ler:

PASSEIO DE JORNALISTAS
(Bilhete de Identidade)
DESCRIÇÃO:
Deslocação de grupos de jornalistas

PERIODICIDADE
De dois em dois meses. Mas o seu ritmo de realização poderá alcançar os sete PASSEIOS/ano.

PARTICIPANTES:
Vinte e cinco jornalistas dos mais importantes órgãos da Comunicação Social portuguesa.

CONVITES:
São pessoais. Formalizam-se por escrito. Abrangem as viagens, o alojamento e a alimentação (dos jornalistas e acompanhantes). Prevêem uma cuidada componente gastronómica, um acompanhamento integral e o acesso a materiais fotográficos e documentais - tudo assente na preocupação de um contacto directo e de uma abordagem ampla das realidades em análise.

ESTRATÉGIAS:
Na preparação:
Elaboração de um programa de deslocação e visita numa perspectiva que alie os aspectos lúdicos e de conforto da viagem a uma eficácia de aproveitamento dos períodos de estada, maximizando formas de contacto e tempos de visita. Tudo pensado para propiciar uma recepção quente, apostando na afectividade e no convívio como forma de criar laços de relação entre os diversos intervenientes do PASSEIO.

No local:
Construir espaços de encontro (ou de reencontro) que facultem, aos diversos participantes, elementos de observação interessantes (e estimulantes). Criar condições (e provocar ambiências) susceptlveis de motivar os jornalistas para o relato das vivências que lhes foi dado experimentar... e conhecer.

À posteriori:
Recolher e organizar as muitas páginas onde acabam contadas as estórias do PASSEIO DE JORNALISTAS.

FEED BACK
O melhor. Consubstanciado em muitas páginas de jornais, tempos de rádio e de televisão, dedicados à temática do PASSEIO DE JORNALISTAS.



Boa!!! Assim sem pruridos! A deontologia também vai de passeio????

Anónimo disse...

Keep up the good work
» » »